Thursday, 17 June 2010

Life is too short to drink bad wine

Vi essa frase em uma camiseta à venda numa vinícula em McLaren Vale. E não é que ela é mesmo a mais pura e simples verdade?

Mas por que será que tão frequentemente, quase sempre pra ser honesta,  esquecemos que a vida é, de fato, muito curta? Curta demais pra bebermos vinho ruim, passar tempo com gente que nos coloca pra baixo, trabalhar em um lugar que odiamos.

A vida é curta demais! Sabemos disso! E ainda assim perdemos tempo fazendo coisas que não queríamos. Nos preocupamos com besteiras. Nos aborrecemos com fatos pequenos e problemas, na maioria das vezes, imaginários.

Volta e meia temos aquele lampejo de que sim! Deveríamos mesmo jogar tudo pro alto, chutar o balde, o pau da barraca, enfiar o pé na jaca e tratar de só fazer o que nos deixa felizes.

Mas aí vem a realidade e nos puxa pra terra novamente. Vem a vida real e nos faz beber taças e taças de vinho ruim.

Sabemos que a vida é curta e que desperdiçá-la é, praticamente, um pecado. Mas, como conciliar  nossos deveres e obrigações com essa verdade irrefutável?

6 comments:

Andréa Riecken said...

Ahhh adorei o post!!!
Eu tenho essa blusinha :)))

Ísis Kowaliauskas said...

Talvez quando percebermos que a felicidade nao esta nos bens que ansiamos em comprar mas sim dentro de nos mesmos, nos nossos coracoes... O dificil é desenvolver este desapego e viver uma vida mais simples, menos consumista quando estamos sufocados pela propaganda e a midia na nossa cola... Nao é fácil mesmo! Adorei o post Clau.

Anazita said...

A vida é mesmo muito curta, as coisas acontecem sem que nós a entendemos muito bem.Por isso cante, dance,brinque e principalmente AME muito!..,

Anazita said...

Adorei o novo visual do blog. Essa idéia só podia partir de você!...BJS

Sheila said...

a vida também é muito curta pra passar meu dia de 'folga' fazendo faxina em casa...

BETO, DÉBORA, ANA E MARCELA said...

Legal. Compartilho o mesmo sentimento. Mas como você mesmo disse não dá para viver fora da realidade, ainda temos que ganhar o pão do dia a dia, o que precisamos realmente é de um meio termo que nos fatisfaça. Como sempre digo: a felicidade está no meio! :)

Post a Comment