Thursday, 20 May 2010

O Dia D


Hoje ela acordou e resolveu fazer tudo diferente. Ligou pro trabalho e disse que não iria. Virou pro lado e pensou que dormiria até os olhos abrirem, assim, sozinhos, simplesmente porque cansaram de ficar fechados.

Acordou às 11 e foi tomar banho. Ela se  sentia leve, sem o peso das obrigações de todo dia.  - Hoje vai ser diferente, pensou. 
- Simplesmente porque quero, hoje vai ser diferente.

Resolveu não pegar o carro. Esperou o ônibus. Puxou conversa com a senhora que esperava na fila, com o motorista, com o menino que sentou ao seu lado. Ela sorria.

Saltou em uma rua só porque achou que era bonita. Almoçou sozinha. Sozinha mesmo, sem livro, sem revista,  sem celular. Sem pressa de acabar logo. Viu as pessoas em pares, em grupos e sozinhas também. Percebeu as diferentes luzes do dia. Ela sorria.

Foi ao cinema. Comprou flores. Andou sem rumo. E sorriu.

Voltou pra casa cansada e feliz. E dormiu como um anjo.

11 comments:

rapazlatinoamericano said...

Puxa, Claudinha! Não sabia que você tinha deixado de trabalhar hoje... hehehe

Renata Hj said...

Oie! Nao sabia que tinha blog, estou morrendo de rir com as historias, a do frescao e a melhor ate agora! Ja coloquei no meu favoritos. Nao fale mal de mim pq estarei lendo.

Bjs

Renata

Uma chef tentando ser magrinha... said...

Achei lindo esse post. Sabia que eu já fiz isso algumas vezes... É muito bom, você se sente outra pessoa...

Claudia Lordao said...

Eu escrevi.. mas não fiz.. acho que vou fazer um dia desses....

slooz said...

Adorei o texto! Fico feliz que você está canalizando seu talento e criatividade para uma atividade tão legal.
Do seu marido que te ama muito.

analoo said...

Eu fiz isso uma vez...
Ir ao cinema sozinha, pra mim, era a morte. Muito deprê. Quando tomei coragem e fui assistir a uma sessão no Cândido Mendes (vc com certeza se lembra dessa salinha em Ipanema) me senti quebrando uma barreira. Muito louco.
Engraçado que curti mas nunca mais repeti a dose.

Kisses, Ana

Anazita said...

Nunca deixe de fazer o tens vontade!...Já tive essas vontades, mas nunca fiz.

José said...

O ato de ler e escrever constantemente termina nos transformando em pessoas mais atentas, portanto observadoras. Você está indo no caminho certo.Continue. Tem bagagem para nos proporcionar bons textos.
Beijos nas mulheres e cascudos nos homens.
Torres

Aline Canuto said...

Ultimamente tenho me sentido assim...simplesmente com vontade de fazer
"o que der na telha". É tão bom...vc fica mais leve! Bjks

William Salvador said...
This comment has been removed by the author.
William Salvador said...

Obrigado por me mostrar este. Foi antes de te conhecer. Sensibilidade à toda. Às vezes é bom sair de órbita e seguir caminhos diferentes. Muito pra se descobrir.

Post a Comment