Monday, 17 May 2010

- Estão falando de mim....







Acho que o título tem um papel fundamental na vida de uma crônica ou livro. Se ele for desinteressante, corre-se o risco de o texto – o ator principal nessa história toda – nunca ser lido.

 É como um amigo falar de alguém que se chama Cremilda (com todo respeito pelas Cremildas). Segundo o amigo, a Cremilda é dez, super gente fina, engraçada, blá, blá, blá.... Mas com esse nome, sei não...Não dá nem vontade de conhecer a criatura.

As vezes o título é a primeira coisa que vem à cabeça, e aí dá um trabalhão danado, porque você tem que pensar em um texto que encaixe com essa pérola da sua mente criativa.

Outras, o texto é que sai perfeito, você estava inspirado,  nunca escreveu tão bem na sua vida. Mas e o título? Nada! Branco total! Paralisia! Você sabe que não pode desperdiçar um texto “como esse” com um títulozinho qualquer. E perde noites de sono até encontrar o par perfeito pra sua obra-prima.

Maravilha é quando tiluto e texto nascem juntinhos, como irmãos gêmeos, um atrás do outro. Não importa quem veio primeiro. O outro tá quase saíndo também.

Um bom título vai sempre ajudar a “vender a idéia”, não interessa se o texto é mediano ou espetacular. O título certo faz toda a diferença. O título é o “marketeiro”do texto.

No comments:

Post a Comment